Tag Archives: Oscar Cardozo

As jóias emprestadas do SL Benfica

Agora que a questão e dossier do treinador está resolvida (andou-se numa “novela” autêntica durante meses, se Jorge Jesus renovava ou não), a pré-época e época oficial de 2013/2014 está a ser planeada (se já não estava).

Com vários nomes a serem diariamente referidos como associados ao Sport Lisboa e Benfica, não se pode esquecer que há jogadores do Benfica que estiveram emprestados a outros clubes ou durante toda a época ou parte dela, ou que estiveram no Benfica B, a jogar na 2ª Liga, e os quais ainda podem ter uma palavra a dizer na definição da equipa principal para a próxima temporada.

Um jogador que aprecio imenso é o Miguel Rosa. Miguel Rosa é daqueles jogadores “à Benfica”, com muita raça, entrega, dedicação, determinação e sentido de liderança. Não é por acaso que o capitão do Benfica B na temporada que acabou foi várias vezes vencedor do prémio Jogador do Mês da 2ª Liga. Estes prémios não são de agora! Já ao serviço do Belenenses Miguel Rosa também arrecadou vários prémios e a sua integração no plantel principal do Nosso Clube já é mais que merecido.

Miguel Rosa celebra no Benfica B

Miguel Rosa tem “estofo” para jogar a 10 ou noutra posição qualquer do meio-campo, mas Jorge Jesus tem de lhe dar oportunidade, caso contrário temo que o Benfica possa perder este jovem para sempre, pois tem capacidade em jogar em qualquer clube da 1ª Liga. Se, como é informado na imprensa desportiva, regressar ao Belenenses, que o seja por empréstimo, mas o mais provável é ser mesmo vendido – chamem-lhe intuição. Tenho pena, tenho muita pena se isso se vier a concretizar, e só espero que o Benfica não se venha a arrepender.

Nélson Oliveira é outro jogador que pode tornar-se na coqueluche do clube. Jogou alguns jogos na época passada, marcando alguns golos importantes, mas foi emprestado ao Deportivo da Corunha para evoluir e jogar mais. Acabou por não jogar tanto e pode regressar e ficar na equipa encarnada. Já conhece os cantos à casa, é benfiquista, e pode entender-se muito bem com Oscar Cardozo (se ficar), Lima e Rodrigo. Não vejo porque não. E mesmo que Cardozo saia, opino que tem um lugar na equipa.

Nelson Oliveira Benfica

Rodrigo Mora é outro que pode muito bem integrar a equipa encarnada. Na pré-temporada passada fez vários golos e tudo dava a crer que permaneceria finalmente no Benfica, mas foi novamente emprestado, desta vez ao River Plate. Tem certamente lugar nesta equipa, mas tem de o demonstrar nos treinos e jogos particulares. O estado mental também é importante, porque se a cabeça não quer, o corpo também responde da mesma forma.

Rodrigo Mora Benfica

Ao Nolito e Jara espero que lhes aconteçam aquilo que aconteceu com Enzo Perez. Que regressem ao Benfica com uma outra atitude, de querer ajudar o clube a ganhar e melhorar, porque já se viu que têm enormes qualidades para sem grandes jogadores, mas falta-lhes mais sentido de jogo, maior entrega, maior esforço e um pouco de paciência também. Enzo Perez estava com a cabeça noutro lado, não queria voltar ao Benfica, mas com Jorge Jesus evoluiu como futebolista e foi só um dos melhores jogadores benfiquistas nesta época. A sua entrega, dedicação, muito trabalho e esforço devem ser um exemplo para Jara e Nolito.

Nolito & Jara Benfica

O Sport Lisboa e Benfica irá sempre às compras todas as épocas, isso é completamente normal, mas estes emprestados principalmente podem melhorar a equipa do Benfica para esta época se vierem com uma melhor mentalidade, de maior esforço, de maior dedicação e empenho e de uma maior vontade de querer representar o Glorioso. Gostaria que todos integrassem a equipa do Benfica para a época de 2013/2014, mas quem tem a última palavra é… Jorge Jesus.

Força Benfica! Onda Positiva!

SL Benfica termina campanha na Liga com vitória

Terminou a Liga de futebol 2012/2013. Sport Lisboa e Benfica não venceu a tão desejada competição, mas a suada vitória frente ao Moreirense foi na mesma celebrada como se de uma (outra) final se tratasse.

SL Benfica v Moreirense

O Benfica veio para o jogo com o Moreirense sabendo que só uma vitória sobre os jogadores de Moreira de Cónegos e uma surpresa por parte do Paços de Ferreira lhes faria celebrar a conquista da Liga e as faixas de campeão. Embora muitos adeptos se tivessem deslocado à Catedral para apoiar o Benfica, acreditando que ainda seria possível tal feito, também muitos pensaram que seria muito difícil isso acontecer, pois a decisão não estava somente nas “mãos” dos encarnados.

O Benfica não começou bem e o seu jogo era, aliás, algo lento e mesmo adormecido e não foi uma grande surpresa ver o Moreirense marcar primeiro, passados 43 minutos. Isso quis dizer que o Benfica ia para o intervalo a perder por 0-1. A tarde não estava a correr de feição para o Glorioso e se muitos já pouco acreditavam que fosse possível sermos campeões, então aquele golpe acentuava ainda mais esse sentimento.

Jogada SL Benfica v Moreirense

A segunda parte foi já mais perto daquilo que o Nosso Clube sabe fazer, com um futebol mais fluído, mais atacante, com melhor controlo e posse da bola, obrigando o adversário a “esticar” as suas posições, criando um pouco mais de espaço. E não foi com espanto que o Estádio da Luz fez a sua primeira festa, com o golo de Oscar Cardozo. Um cabeceamento bem concretizado na pequena-área, sem hipótese para o guarda-redes, após cruzamento de Nicolas Gaitán, decorriam 50 minutos.

Cardozo celebra golo v Moreirense

Com um golo já marcado, o Benfica correu atrás do segundo, aquele que poderia dar um pouco mais de tranquilidade à equipa e aos adeptos, que já só pediam uma (boa) vitória. E tiveram que esperar mais 30 minutos para que tal acontecesse. Salvio cruza para a pequena-área, onde encontra Lima, que cabeceia para a defesa do guarda-redes, mas a bola regressa para Lima que remata de forma algo acrobática (um vólei) de pé direito, fuzilando a baliza. Estava feito o segundo e festejava-se novamente na Luz.

Lima marca v Moreirense

Chegou o minuto 90+ e seria desta que o Benfica conseguiria manter o resultado e não deixá-lo fugir no último minuto… outra vez?! Se muitos adeptos (benfiquistas e não só) falavam já numa maldição do minuto 92-93, após os dois últimos jogos, tal pensamento desvaneceu-se, pois o árbitro assinalou uma grande penalidade a nosso favor, após um jogador do Moreirense ter impedido a bola para dentro da baliza com o braço direito. Para além da penalidade ter sido assinalada, o jogador adversário foi também expulso. Lima correu, chutou e marcou. Estava feito o 3-1 para o Benfica e a “maldição” (que nunca existiu) desapareceu.

Lima celebra golo v Moreirense

Lima chega aos 30 golos que tanto queria marcar esta época e isso foi também um grande feito para o avançado brasileiro que merece com todo o mérito. O Sport Lisboa e Benfica não foi campeão, mas jogou sempre à campeão, durante toda a época. Houve muitas lágrimas no Estádio da Luz por não termos conquistado o campeonato, mas foram mais as palmas e palavras de agradecimento e incentivo para o próximo jogo e futuro, pois fomos sem a menor sombra de dúvida a melhor equipa esta época.

Jogadores e equipa técnica foram fantásticos e dão-nos grandes esperanças para a próxima época. Sabemos que temos uma boa equipa e estrutura para saltos ainda mais altos e sucessos desportivos mais regulares. Tenho orgulho em ser benfiquista e em apoiar estes jogadores e equipa técnica. Só podemos esperar que melhores dias estão pela frente e que seremos mais vezes vencedores e campeões.

Estádio da Luz cheio v Moreirense

Força Benfica! Onda Positiva!

SL Benfica perde injustamente Final da Liga Europa

Há dias (noites) assim. Batalha-se, luta-se, esfola-se, mas as coisas no fim acabam por não correr bem ou como se espera e assim foi ontem à noite no Arena de Amesterdão. O Sport Lisboa e Benfica perde injustamente a Final da Liga Europa frente ao Chelsea por 1-2.

Adeptos Benfica no ArenA

O Benfica dominou o Chelsea em largos momentos da partida e o jogo foi decidido em pequenos pormenores, que também fazem parte do jogo. O Benfica começou muito forte, especialmente nos primeiros 15-20 minutos. O Chelsea tentava aguentar o sufoco por que estava a passar com esporádicas jogadas de ataque, mas o jogo de passe encarnado era avassalador e se os jogadores não tivessem tanta “cerimónia” na hora de rematar, no último terço do terreno, o resultado final seria de certeza bem diferente.

O apoio no estádio dos adeptos do Benfica foi… fenomenal. Nunca tinha visto e ouvido algo assim. Praticamente só se lhes ouvia; os ingleses quando apoiavam ainda assim só se ouvia os portugueses. A alegria, o incentivo, os cânticos, a motivação, foi tudo constante ao longo do jogo. Até Jorge Jesus a uma altura no jogo virou-se para as bancadas e aplaudiu o apoio dos adeptos encarnados. Nenhum treinador no mundo fica indiferente a este apoio, nenhum!

Adeptos Benfica na Final Liga Europa

Com o Benfica a chegar ao intervalo com um empate a zero, havia a sensação de que o Nosso Clube realmente podia levar os ingleses de vencidos, se rematassem mais e mantessem o mesmo rigor defensivo em todas as áreas do campo, como até aí tinham feito. No entanto, e mesmo com o Benfica a entrar na 2ª parte da mesma forma como entrou no jogo, o Chelsea foi o primeiro a marcar por Fernando Torres. Luisão não foi suficientemente forte, porque ficou ligeiramente atrás do espanhol na disputa da bola, e este só teve de contornar Rei Artur e chutar a bola para dentro da baliza.

Pouco tempo depois veio o golo do Benfica, através de uma grande penalidade convertida por Oscar ‘Tacuara’ Cardozo. Foi uma enorme celebração do golo, algo que deveras merecíamos. Com o jogo a caminhar para o fim, ambas as equipas aguardavam já o apito final para que se jogasse o prolongamento, mas o destino quis exactamente o contrário. Num canto concedido pelos encarnados, a bola viajou pelo ar a área do Benfica, onde encontrou a cabeça de Ivanovic e só parou no fundo da baliza. Foi um balde (ou mesmo uma banheira) de água fria. Na jogada  praticamente a seguir, Cardozo poderia ter empatado novamente o jogo, mas não conseguiu acertar bem na bola.

Cardozo marca na Final Liga Europa

O apito final chegou e com ele também as lágrimas dos jogadores do Benfica e dos seus adeptos no estádio e no resto do mundo. Desilusão, por se perder novamente um jogo decisivo, e principalmente também por ser no último minuto. Também por ser mais uma final europeia onde não conseguimos ganhar. Por tudo o que a equipa fez durante a Liga dos Campeões e nesta Liga Europa, foi arrepiante sair assim, desta forma.

Cardozo chora Final Liga Europa

Mostrámos a toda a Europa e mesmo a todo o mundo o quão bom somos como equipa, como adeptos, como clube. Até David Luiz e Ramires, dois ex-Benfica mas ainda adeptos do Nosso Clube, disseram que o Benfica seria um justo vencedor e campeão, mas que foi por detalhes que os ingleses venceram, que o futebol é assim. E é mesmo. Por vezes nem sempre os melhores vencem sempre. O Barcelona não vence sempre, o Real Madrid não vence sempre, nem o Manchester United, nem o Bayern Munique, etc etc.

Enzo Perez chora na Final Liga Europa

Adeptos magníficos

Não posso deixar de continuar a enaltecer os nossos adeptos. Os que encheram o estádio, os que foram a Amesterdão mas não conseguiram entrar no estádio, aos que estiveram nas ruas um pouco por todo o mundo a ver o jogo por ecrãs gigantes, aos que sofreram e torceram pelo Benfica em casa, nos cafés, nos restaurantes. E àqueles que foram esperar os jogadores e resto da equipa no aeroporto e Estádio da Luz, a nossa Catedral.

Adeptos Benfica recebem autocarro

Com adeptos como estes, o Nosso Clube só pode ser mesmo Glorioso! Nas vitórias e nas derrotas, todos nós verdadeiros benfiquistas estamos com os jogadores e equipa técnica. Estes não estavam à espera de tal recepção, mesmo depois do que viram no estádio holandês, e ficaram emocionados com tal sinal de afecto. Nós, como adeptos, só nos podemos manifestar desta forma, apoiando a equipa, apoiando os treinadores, especialmente quando se tem jogado tão bem e quando se perde desta forma.

O futebol continua, a vida continua e também o Sport Lisboa e Benfica. Vamos levantar as nossas cabeças, vamo-nos motivar para o último jogo para o campeonato já neste Domingo e vamos continuar a acreditar. Estamos no bom caminho, para mais vitórias e mais sucessos.

Força Benfica! Onda Positiva!

Jogadores do SL Benfica acreditam na vitória

A dois dias do Clássico e com praticamente uma semana inteira para preparar este jogo decisivo da Liga, os jogadores do Sport Lisboa e Benfica, e até o manager Jorge Jesus, têm vindo a apelar o apoio importantíssimo dos adeptos benfiquistas e garantindo-nos que estão com uma mentalidade ganhadora e que vão ao Dragão para ganhar o jogo e saírem de lá campeões.

Jogadores como o nosso capitão Luisão, Enzo Perez, Maxi Pereira, Rodrigo, Cardozo, Salvio e Lima, só para mencionar alguns, têm vindo à imprensa nestes últimos dias afirmar que o Benfica vai para o jogo com a intenção de ganhar e celebrar o título no fim com os seus adeptos. Que estão concentrados em fazer um bom jogo e dar mais uma alegria à Nação Benfiquista.

Apoio dos adeptos do Benfica

E não há outra forma de encarar este jogo. O Benfica sabe que tem de pontuar para continuar à frente do seu rival e, se possível, celebrar a conquista da Liga já no Sábado à noite. Estamos todos ansiosos para que o jogo comece, mas não nos vale de nada pensar que o jogo já está perdido e que o título de campeão já não será nosso, só porque o jogo decisivo será no Dragão ou devido ao que acontece sempre que o Nosso Clube vai lá jogar.

Se desde o início da época acreditámos que era possível ganharmos todas as competições em que o Benfica seria interveniente, se esse acreditar foi crescendo a cada jogo, a cada boa exibição, a cada golo marcado, a cada apuramento à fase seguinte, então porque havemos agora de deixar de acreditar, só por causa de um empate? Porquê atirar a toalha ao chão, quando temos muito boas probabilidades de sairmos vencedores no final?

Jogadores do SL Benfica celebram com adeptos

Depois de tudo por que o Benfica passou esta época, vamos agora deixar de acreditar nos nossos jogadores, os mesmos que tão ferverosamente temos apoiado jogo após jogo, os mesmos que também nos têm empolgado para mais golos e vitórias, os mesmos que procuram inspiração ao olharem para as bancadas, só por causa de um empate?? Não. NÃO! O nosso apoio não diminui, antes pelo contrário só aumenta! O que nós queremos é o Sport Lisboa e Benfica campeão, certo? Então vamos lá apoiar e acreditar nos nossos jogadores, porque eles acreditam em nós!

Força Benfica! Onda Positiva!

SL Benfica na Final da Liga Europa!

Que noite! Que noite! Que noite! Uma que todos nós benfiquistas iremos lembrar e recordar para o resto das nossas vidas! O Sport Lisboa e Benfica derrotou o Fenerbahce por 3-1 e passou à Final da Liga Europa.

Adeptos do Benfica v Fenerbahçe

Estávamos todos à espera deste dia, o qual chegou e acabou na perfeição. Uma moldura humana espectacular no Estádio da Luz, muito apoio à nossa equipa e uma sensação de que estávamos perto de fazer história no Nosso Clube. Todos nós acreditávamos que era perfeitamente possível ganhar aos turcos e que o Inferno da Luz se faria sentir em todo o jogo.

O jogo começou da melhor maneira possível, com Nicolas Gaitán a marcar à volta dos 9 minutos. Lima, do lado direito, viu o extremo argentino e centrou. Gaitán “só” teve de tocar a bola com o lado de fora do pé esquerdo, fazendo a bola viajar para o fundo da baliza, não antes sem tocar no poste turco. Foi a primeira explosão de alegria na Catedral e a confiança era ainda maior de que a noite era nossa.

Gaitán golo v Fenerbahçe

Mas claro, em todos os sucesso há sempre uns “calafrios” e o Fenerbahce acabou por chegar à igualdade no marcador através de uma penalidade concedida por Garay – mão na bola no entender do árbitro e Dirk Kuyt não falhou. Os turcos passavam para a frente da eliminatória e o Benfica tinha agora a missão de marcar dois golos. Era possível ainda.

Eis que chega Tacuara. Após receber um passe de Enzo Perez, que tinha cobrado um livre descaído para o lado direito do ataque benfiquista, Oscar Cardozo recebe, vira, ajeita a bola uma vez mais e remate rasteiro e cheio de colocação para o fundo da baliza. Era o delirio outra vez na Luz e faltava agora só mais um golo para o Sport Lisboa e Benfica carimbar o passaporte para embarcar rumo a Amesterdão.

Cardozo marca v Fenerbahçe

O intervalo acaba com o Benfica a ganhar por 2-1, mas no conjunto das duas mãos estava tudo empatado, se bem que o Fenerbahce ainda passaria se o mesmo resultado permanecesse. Mas assim não foi. A noite era do Benfica, de todos os adeptos benfiquistas e ninguém nem nada iria alterar isso.

Entra em cena mais uma vez Oscar Cardozo. Após um lançamento lateral de Salvio, a bola chega ao Capitão Luisão que, no meio da área turca e de jogadores turcos, toca a bola em direcção a Cardozo (ainda toca num adversário) e este, com total frieza e sentido de baliza, remata com força e colocação suficientes para bater o guarda-redes turco. Parecia que a Catedral vinha abaixo. As câmaras de televisão tremiam com o barulho e movimento dos adeptos a celebrar. 3-1 e de certeza que Benfica não deixaria fugir este pássaro.

Cardozo golo v Fenerbahçe

O Benfica soube então aguentar os turcos até ao fim e após o apito final foi a alegria total dentro do relvado, nas bancadas e pelo resto do mundo. A família benfiquista festejou mais uma vitória (só isso) e agora vamos todos estar em Amesterdão, seja de corpo ou seja de alma. Estão todos de parabéns, ainda não ganhámos a Final, mas todos acreditamos ser possível, com a excelente equipa (jogadores e técnicos) que temos.

Jogadores Benfica celebram v Fenerbahçe

Força Benfica! Onda Positiva!

Fenerbahce v SL Benfica – hoje às 20h05

Fenerbahce e Sport Lisboa e Benfica jogam hoje a primeira mão das Meias-Finais da Liga Europa, no estádio Sukru Saracoglu, em Istambul, Turquia.

O Benfica não necessita de ser lembrado o quão difícil este jogo vai ser, pois é do conhecimento geral que todas as equipas turcas são sempre muito difíceis de enfrentar, principalmente nos seus estádios. Os adeptos turcos são dos mais fanáticos (no bom sentido da palavra) em toda a Europa e nunca desistem de apoiar as suas equipas, do princípio até ao fim.

Equipa do Benfica celebra golo

Vai ser um jogo extremamente complicado para o Benfica, mas um do qual pode tirar enorme partido, uma vez que em praticamente todos os jogos fora consegue marcar golos, o que é bastante importante logo à noite. Entre os jogadores do Fenerbahce mais conhecidos para os portugueses, podemos encontrar Dirk Kuyt, que já defrontou o Sport Lisboa e Benfica quando actuava pelo Liverpool, e, claro está, Raul Meireles, ex-jogador do Chelsea, que defrontou o Nosso Clube na época passada, tendo marcado o golo que permitiu a vantagem final do Chelsea, em Stamford Bridge.

O Benfica vai com a intenção de ganhar o jogo, com certeza, mas também com a preocupação de não sofrer qualquer golo, para que tenha uma vantagem ainda maior no jogo da segunda mão em Lisboa.

Eis a equipa titular para o jogo:

Artur; Jardel, Garay, Maxi Pereira e Melgarejo; André Gomes, Matic, Salvio, Ola John e Aimar; Cardozo.

De notar-se um meio-campo “preenchido” por parte do Benfica, unicamente com Oscar Cardozo lá na frente. Esta é uma tática de maior controlo do meio-campo, com Aimar um pouco mais adiantado e servindo quase mesmo como segundo avançado. Seja de que forma for, acredito na vitória do Nosso Clube, Sport Lisboa e Benfica.

Força Benfica! Onda Positiva!

Sport Lisboa e Benfica vence Sporting 2-0

Que noite de futebol! Que melhor maneira de terminar um fim-de-semana e começar a nova semana após o jogo de ontem à noite entre Sport Lisboa e Benfica e Sporting! O Estádio da Luz quase cheio, com 62.553 espectadores, um ambiente antes, durante e depois do jogo totalmente eléctrico, fantástico, arrepiante e impossível de ignorar, fosse nas imediações da Catedral como em qualquer café ou casa composto por benfiquistas.

Sempre disse que o Benfica não teria um jogo fácil, até porque o Sporting vinha de uns moralizadores 3 jogos consecutivos a ganhar, mas especialmente porque neste jogos, nestes dérbis, a diferença (abismal) pontual entre os clubes não conta muito e são nestes jogos que os jogadores se querem realmente mostrar, estão todos motivados para mostrar serviço. É certo que o adversário esteve por cima em algumas partes do jogo, o que é normal, mas o Benfica marcou dois belos golos e teve outras oportunidades para marcar, certamente mais que o adversário.

Os golos

O 1º golo do Benfica chegou ao minuto 36 da primeira parte. Oscar Cardozo passa para Nicolas Gaitán, que centra do lado esquerdo para ao meio da grande-área. O avançado brasileiro Lima não chega à bola, mas atrás dele está Salvio que chega sim à bola e faz um remate estupendo com o pé esquerdo, com a bola a descrever ainda um certo arco antes de entrar na baliza adversária. Estava feito o primeiro e a partir daí o Sport Lisboa e Benfica começou a jogar melhor o seu futebol habitual e a impor mais a sua autoridade no jogo.

Salvio marca v Sporting

O ambiente na Catedral do futebol português (qual Jamor??) após o golo de Salvio aqueceu ainda mais, depois de um início algo complicado por parte do Benfica, onde demorou uns minutos para encontrar o ritmo de jogo e conseguir jogar aquilo que sabe jogar e aquilo a que nos habituou desde que Jorge Jesus tomou conta do futebol do Benfica. Com o resultado ao intervalo a favorecer os encarnados (1-0), os adeptos estavam um pouco mais descansados mas também convictos que a equipa poderia chegar a mais golos, se continuassem a jogar o seu futebol.

A 2ª parte começa como acabou a primeira, com o adversário a continuar a tentar jogar o seu futebol, mas com o Sport Lisboa e Benfica a controlar muito bem os lances e a também continuar a impor o seu (melhor) futebol e a tentar encontrar novamente espaços e oportunidades para levar mais perigo à baliza sportinguista. Não me vou adiar mais, está aí o 2º golo (e que golo!) do Benfica.

Nicolas Gaitán, que durante o jogo perdeu de facto várias bolas e lances, assumiu a jogada, com a bola colada ao seu pé esquerdo, finta dois jogadores do Sporting, passa a bola para Salvio, que lhe devolve de primeira, e também de primeira Gaitán cruza com o seu pé “mais fraco”, indo a bola pelo ar encontrar o pé direito de Lima, que sem deixar a bola cair, chuta em “vólei”, parando a bola só no fundos das redes do guarda-redes sportinguista, decorria o minuto 75. Isto, meus senhores e minhas senhoras, foi simplesmente um verdadeiro HINO ao futebol!

Lima celebra v Sporting

Toda a Catedral levantou-se e celebrou todo um lance genial, do princípio ao fim, desde a enorme inteligência de Gaitán, à simplicidade de Salvio, até ao pormenor difícil mas acrobático e esplendoroso de Lima. Este lance do golo percorre já todo o mundo, fruto das redes sociais e todos já afirmam que é, de facto, uma linda jogada e um golo de levantar todo e qualquer estádio.

A partir daí o Sport Lisboa e Benfica controlou ainda mais o jogo, sem que o Sporting tivesse grandes oportunidades ou colocasse o resultado em real perigo e o jogo terminou mesmo com a vitória importantíssima do Glorioso por 2-0. Não vamos falar das palavras vindas dos “verdes”, principalmente do treinador e presidente (que classe!), pois nos últimos jogos foram também beneficiados mas tiveram a sensatez de não falar, pois os jogos estavam ganhos. Quem com pedras mata…

Celebrando 2º golo do Benfica v Sporting

Decerto que os benfiquistas estão ainda a celebrar a grande vitória de ontem, mas está aí à porta mais uma final, na qual todos nós – adeptos, equipa técnica e jogadores – nos devemos concentrar. Passo a passo, jogo a jogo, até à vitória final.

Força Benfica! Onda Positiva!