Tag Archives: Matic

Newcastle 1 SL Benfica 1 – Glorioso qualifica-se para as Meias-Finais da Liga Europa

Foi uma noite de alguma calma, de ansiedade, de nervosismo e de muita celebração a noite de 5ª Feira passada. O Benfica foi para Newcastle com uma boa vantagem de dois golos e iniciava a partida contra os ‘magpies’ como claros favoritos, na opinião de muitas pessoas. Com a qualidade de jogadores que a equipa tem, era quase impossível ignorar este favoritismo.

A primeira parte traduziu-se basicamente pelo controlo da equipa encarnada, mas também pelo seu desperdício de oportunidades que poderiam resolver praticamente o jogo e dar, muito provavelmente e sem qualquer tipo de surpresa, uma vitória. Com o resultado empatado a zero ao intervalo, cada vez mais o Benfica se aproximava do apuramento para as Meias-Finais.

Na segunda parte o Sport Lisboa e Benfica começou a ter mais problemas em segurar o jogo, fruto da insistência dos ‘magpies’ em tenaterm pelo menos um golo para criarem um pouco de instabilidade nos jogadores encarnados e uma maior motivação para conseguirem o que a maior parte das pessoas pensavam ser muitíssimo difícil – a vitória e consequente passagem à fase seguinte.

Salvio marca v Newcastle

O minuto 71 viu o Newcastle marcar o 1º golo da partida. Uma falta de comunicação entre Garay e Matic, perto da linha de fundo, permitiu que um jogador adversário roubasse a bola, centrasse para a pequena-área, onde estava Cissé, que limitou-se a encostar a cabeça à bola e enviá-la para o fundo da baliza encarnada. Faltavam cerca de 20 minutos para o final da partida e os jogadores do Newcastle e seus adeptos começavam a acreditar que seria possível marcar mais um golo e provocar uma surpresa.

De facto, este golo fez com que Alan Pardew, treinador adversário, “soltasse” jogadores avançados para cima do Benfica, obrigando as ‘águias’ a regredirem os seus jogadores e a preocuparem-se mais em defender e não sofrer mais nenhum golo. De certa forma assim foi, o resultado estava perigoso e o adversário estava agora super motivado, mas também dava oportunidade do Benfica partir em mais situações de contra-ataque, explorando a rapidez e qualidade do seus jogadores.

Salvio celebra golo v Newcastle

O momento de alívio para os jogadores e adeptos do Sport Lisboa e Benfica chegou já 2 minutos depois dos 90. Oscar Cardozo oferece a bola a Rodrigo e este, no lado esquerdo do ataque encarnado, centra para a grande-área, onde aparece ‘Toto’ Salvio, muito mais veloz e determinado que o adversário, empurrando a bola para o fundo das redes com o seu pé direito. Tanto jogadores e adeptos, e até mesmo a equipa técnica, sabiam que aquele golo era muito importante e decisivo, daí as celebrações no momento do golo e após o apito final do árbitro.

Muitas pessoas dizem que o Sport Lisboa e Benfica passou por muitos apertos, especialmente nos últimos 20 minutos da partida, após o golo sofrido, mas as grandes equipas também sabem sofrer e jogar com isso para saírem dos jogos com resultados positivos. Não importa se o Benfica teve enormes dificuldades já perto do fim ou não; o que interessa é que no conjuntos das duas mãos, o Benfica foi melhor, praticou futebol de melhor qualidade e teve também um pouco de sorte do seu lado, mas sorte de certa forma merecida.

Celebração golo Salvio v Newcastle

Parabéns ao Benfica pela qualificação e passagem às Meias-Finais da Liga Europa! Continuamos a pensar jogo a jogo e acreditar que é possível vencer cada e qualquer partida, até ao fim da época.

Força Benfica! Onda Positiva!

Olhanense 0 SL Benfica 2 – Vitória bem suada e conseguida

A vitória de Sábado à noite frente ao Olhanense foi mais um passo positivo em direcção à conquista do campeonato/liga. O resultado de 0-2, por um lado, espelha as dificuldades que o Benfica encontrou durante o jogo, com um adversário recolhido atrás da linha da bola, a actuar claramente em contra-ataque e com um plano realmente passivo, a entregar o ritmo de jogo claramente ao Nosso Clube.

O primeiro golo foi marcado na segunda parte, ao minuto 52, por parte de ‘Toto’ Salvio. Um remate rasteiro e bem colocado a meio de fora da grande-área, o qual entrou no lado direito da baliza do Olhanense, sem qualquer hipótese para o guarda-redes. Estava feito o primeiro e bem merecido golo do Benfica.

Celebração golo de Salvio v Olhanense

O segundo golo foi marcado pelo incansável Nemanja Matic, passava o minuto 64. O médio defensívo sérvio recebeu a bola vinda do lado esquerdo e rematou forte, rasteiro e colocado, também bem de fora da área, com o remate a descrever uma curva bem prominente, fazendo um belo efeito. De referir que embora não pareça nas imagens da televisão, o remate de Matic foi feito a cerca de 114km/h!! Haja remate!

Celebração golo de Matic v Olhanense

Por outro lado, o resultado poderia ter sido bem mais dilatado, pois o Sport Lisboa e Benfica teve bastantes hipóteses para marcar, as quais não forma obviamente concretizadas. O guarda-redes adversário esteve em grande, a defender várias bolas perigosas e a livrar a sua equipa de males maiores. Mas também o relvado estava longe de ser digno de receber um jogo de futebol, algo que dificultou também a tarefa dos jogadores encarnados, que estão mais habituados a melhores relvados, que lhes permita jogar com maior velocidade, para desgastar mais o adversário.

No entanto, dois golos marcados e nenhum sofrido é muito bom para o Benfica, logo não podemo-nos queixar do resultado. Uma vitória é sempre uma vitória, ponto final. Continuamos na frente com 4 pontos de avanço e continuamos a acreditar que podemos vencer todo e qualquer jogo restante até ao fim da época. A equipa está forte, está motivada, porque acredita nas suas capacidades e o treinador é um grande estratega e motivador, dando confiança não só aos jogadores como também aos adeptos deste maravilhoso clube, que todos amamos.

O próximo jogo para a Liga é com o eterno rival do outro lado da rua, mas em primeiro lugar está o jogo com o Newcastle, para a 2ª Mão dos Quartos-de-Final da Liga Europa, por isso há que concentrar nos ingleses primeiro e só depois no outro adversário. Um jogo de cada vez. Um passo de cada vez. Uma vitória de cada vez. Assim vamos lá.

Força Benfica! Onda Positiva!

Árbitros Procuram-se em Portugal

O mais recente episódio entre Sport Lisboa e Benfica e o árbitro internacional português Pedro Proença, no jogo entre os encarnados e o Nacional da Madeira, realizado no Domingo passado, é apenas mais uma das já muitas nódoas que a toalha do futebol português tem.

Como adepto de futebol, tenho que aceitar a decisão de Pedro Proença em expulsar Oscar Cardozo, depois deste ter dado um pontapé na barriga da perna do jogador madeirense, quando este estava claramente a perder tempo, ocultando a bola do avançado paraguaio.

Proença v SL Benfica

O comportamento de Oscar Cardozo após a mostragem do cartão vermelho, puxando a camisola de Pedro Proença, foi uma atitude estúpida e evitável. Foi uma atitude de frustração, de desespero, para poder entender o porquê de ter sido expulso. No entanto, Pedro Proença poderia ter tido uma atitude também ela mais ponderada e pensada. Senão vejamos.

O jogador madeirense estava a perder tempo deliberadamente, o que por si só, é uma atitude anti-jogo. Frustrado por o adversário não soltar a bola, Cardozo pontapeia a perna do mesmo, para que o obrigue a deixar a bola, para poder executar o pontapé de canto que foi assinalado pelo árbitro.

Cardozo não deveria ter feito o que fez, ninguém tem dúvidas sobre isso e ninguém aprova. Mas Pedro Proença teria de analizar melhor o contexto em que fê-lo. Cardozo não o fez por pura maldade ou para magoar o adversário. Mas o que não entendo é o porquê do árbitro ter então admoestado o jogador madeirense com o 2º cartão amarelo e consequente vermelho? Porque estaria certamente a fingir uma lesão, só pode. Então, na minha modesta opinião, Cardozo poderia ter recebido um merecido cartão amarelo e muito provavelmente o agarrão à camisola de Proença não teria acontecido.

A 2ª expulsão do Sport Lisboa e Benfica, a de Nemanja Matic, foi claramente estúpida e sem senso nenhum. As imagens mostram claramente que não houve qualquer agressão de Matic ao jogador madeirense e que este passa tempo a rebolar-se no chão, aparentemente cheio de dores.

Matic expulso v Nacional 2

Se na expulsão de Cardozo o Benfica não terá muita margem de manobra, com Matic de certeza que poderão reverter a decisão de jogos de castigo aplicados ao médio sérvio. Além disso, e como já foi noticiado pelo Nosso Clube, vai ser pedido um sumaríssimo ao jogador madeirense que simulou a agressão e forçou a expulsão de Matic. Se a Federação e/ou Liga derem razão ao Benfica, então o madeirense também terá de ser castigado com vários jogos pela conduta anti-desportiva.

O Lado Humano em Falta

As Ligas, Federações de Futebol e Associações de Árbitros saem-se sempre com a mesma mensagem de que os árbitros são humanos e, como todos nós, também cometem erros e não são perfeitos. Então porque não conseguem os árbitros ver cada situação com outros olhos e entender porque um jogador comete uma falta daquelas? Porque é que não podem simplesmente parar um jogo, seja por quanto tempo for necessário, e analizar a situação mais calmamente?

Além disso, porque é que não conversam calmamente com os jogadores e explicam-lhes exactamente o porquê de terem assinalado falta e/ou mostrado um cartão? Se tivessem esta atitude, aposto que teriam muito mais respeito por parte dos jogadores, adeptos e directores dos clubes. Veja-se o que se passa no Reino Unido, onde os árbitros conversam com os jogadores como pessoas adultas responsáveis e explicam o porquê das decisões. Assim se faz, assim se controla um jogo.

Na minha opinião, os árbitros portugueses deveriam ter aulas de comunicação e psicologia humana, para perceberem (melhor) o comportamento humano e principalmente dos atletas desportivos e incorporassem essa aprendizagem nos jogos. Porque embora todos os árbitros profissionais façam cursos oferecidos pela FIFA e Uefa, e cada um árbitro é diferente do outro, como é possível que exista tanta disparidade e diferença entre as arbitragens de cada país, se todos foram ensinados exactamente o mesmo?

Proença internacional

E porque é que os árbitros nunca são castigados ou punidos quando se prova que tiveram influência directa e grave num resultado ou determinada jogada? Porque  é que os relatórios dos jogos não são publicados online para que toda a gente possa ver exactamente o que se passou, segundo as palavras dos árbitros, em vez de circularem rumores do que realmente está ou não nos relatórios?

Jogadores, treinadores e mesmo dirigentes podem ser punidos e castigados (Jorge Jesus e Rui Costa são exemplos disso mesmo), mas não os árbitros. Porquê? São santos? Parece que é considerado blasfémia falar mal de um árbitro! Porque são tão protegidos? Se as Federações, Ligas e Associações fossem abertas e honestas, os árbitros não necessitariam dessa protecção. É como se para essas organizações tivessem duas medidas: os árbitros são humanos, cometem erros como todos, mas têm de ser protegidos na mesma! Não se entende.

Pedro Proença já tem uma história negativa quando arbitra jogos do Sport Lisboa e Benfica. E quem não se lembra do jogo que sentenciou qualquer hipótese do Nosso Clube conquistar a Liga, contra os portistas, na época passada? Dois golos validados, quando houve claras infracções contra a equipa encarnada. E o árbitro não foi punido, suspenso ou multado de forma nenhuma.

Proença manda calar

E que tipo de árbitro vem à imprensa dizer que é adepto do Sport Lisboa e Benfica? Que tipo de atitude profissional é essa, vindo de um árbitro internacional, aparentemente considerado um dos melhores do mundo? Não tinha nada que vir à praça pública dizer que era adepto fosse de que clube fosse! E foi punido, suspenso ou multado pela Federação, Liga ou Associação de Árbitros? Claro que não.

Este website foi criado para falar unicamente para falar e incentivar o apoio ao Nosso Clube, o Sport Lisboa e Benfica, e não de árbitros e do estado da nossa rbitragem em Portugal. Mas desta vez, não pude deixar de expressar a minha opinião, devido ao que aconteceu no Domingo. Agora, é só aguardar pelo número pesado associado à suspensão de Cardozo.

Força Benfica! Onda Positiva!

Nemanja Matic e Miguel Rosa premiados

Os jogadores de futebol Nemanja Matic e Miguel Rosa foram ambos premiados pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), pelos meses de Dezembro 2012 e Janeiro 2013 respectivamente, por serem os melhores jogadores desses meses.

Matic reuniu o consenso de 18.7% dos votos, superiorizando-se a Oscar Cardozo, seu companheiro de equipa (12.2%) e Jackson Martínez (9.8%). Desde que Javi Garcia saíu do Sport Lisboa e Benfica no início desta época, que Matic tem evoluído e surpreendendo muitos adeptos benfiquistas, mas não certamente Jorge Jesus, que sempre disse que este jovem jogador seria bem melhor que o espanhol e que iria dar ainda muitas alegrias ao Nosso Clube e seus adeptos.

Matic aponta - Benfica

Miguel Rosa, do Benfica B, reuniu 11.2% dos votos, ficando à frente de Luis Pinto (Arouca), com 9.5% e Tiago Silva (Belenenses) com 8.9%. Miguel Rosa é visto por muitos benfiquistas como a próxima estrela do Benfica que tarda em mostrar-se na equipa principal, mas a verdade é que muito provavelmente já o merece, fruto de boas exibições esta época e em épocas anteriores, quando esteve emprestado.

Miguel Rosa celebra no Benfica B

Da parte dos benfiquistas, ficam aqui registados os parabéns a estes dois excelentes exemplos de  atletas profissionais e dedicados ao Nosso Clube pelos prémios atribuídos. Os prémios em si serão apresentados antes do jogo Sport Lisboa e Benfica v Vitória de Setúbal, este Domingo, no caso de Matic, e na Segunda-Feira, no jogo Benfica B v União da Madeira.

Força Benfica! Onda Positiva!

Matic renova com o Benfica até 2018!

O médio defensivo sérvio Nemanja Matic renovou hoje à tarde com o Sport Lisboa e Benfica até ao ano de 2018, com uma cláusula de rescisão que andará à volta dos €45M.

Nemanja Matic renova com Benfica até 2018

Matic, que tem sido o novo dono do lugar “6”, depois da transferência de Javi Garcia para os ingleses do Manchester City, no início da temporada, tem impressionado tanto a equipa técnica como os adeptos benfiquistas, com o seu empenho, dedicação, luta e raça em querer disputar cada lance e ajudar a equipa a vencer. Mas o golo marcado ontem frente aos portistas terá sido a “catapulta” para a direcção do Benfica apressar-se em ter os papeís prontos – digo eu!

Aliás, Jorge Jesus disse, aquando da saída de Javi Garcia (um dos jogadores mais acarinhados junto da massa associativa benfiquista), que Matic tinha tudo para ser um grande futebolista, mesmo melhor que o ex-companheiro e que iria fazer todos os possíveis para o desenvolver. Até agora, o treinador tem tido razão.

Jorge Jesus é um especialista em desenvolver jogadores jovens, como são os casos de Di Maria, David Luiz, Fábio Coentrão, o já referido Javi Garcia, Maxi Pereira (que não era defesa direito mas sim mais um ala/médio), Melgarejo, Enzo Perez, André Gomes e André Almeida.

Da minha parte, muito obrigado à direcção do Sport Lisboa e Benfica pelo esforço feito e obrigado também especialmente ao Matic, por querer continuar a honrar a camisola do Nosso Clube e desejo-lhe que possa ser cada vez mais uma figura incontestável do Benfica e ajudar a trazer ainda mais vitórias e sucesso ao clube. De certeza que todos os adeptos benfiquistas partilham da minha opinião.

Força Benfica! Onda Positiva!

Honras repartidas na Catedral

O Sport Lisboa e Benfica não foi hoje além de um empate a duas bolas contra o FC Porto.

Não foi o jogo que nós benfiquistas queríamos, digamos a verdade. Benfica demorou a tomar conta do jogo e aos 8 minutos Mangala colocou os portistas em vantagem, fruto de um livre, no qual a bola aparentemente passou por todos os jogadores, encontrado a cabeça do jogador portista, que mudou a trajectória da bola e enviou-a para o fundo da baliza.

No entanto, e fruto de um canto, aos 11 minutos o médio defensivo completo Matic disparou um canhão à meia-volta, de pé esquerdo, que só parou nas redes “azuis”. Foi um hino ao futebol ver aquele golo, conseguido de uma forma absolutamente espectacular. O Estádio da Luz, ao celebrar aquele golaço, quase que veio abaixo. Foi a loucura total.

Minuto 14 e o guarda-redes do Benfica Artur resolve complicar um lance que seria, aparentemente, bem banal e simples de resolver, com um simples pontapé em força para a frente. Mas, quiseram os céus que Artur hesitasse e Jackson Martínez estava por lá perto, roubou-lhe a bola e partiu para a baliza, rematando para o poste mais perto de si, marcando golo. O defesa do Benfica (não me lembro quem) chegou bem perto de bloquear o remate, mas não foi perto o suficiente.

Enter minuto 17 e num lance onde a bola andou como que “perdida” na pequena-área portista, foi Nicolas Gaitán que rematou bem forte para o meio da baliza “azul”, empatando novamente o jogo, ficando em 2-2. Havia indícios que iria ser uma… noite de loucos.

2ª parte… meehh

O Sport Lisboa e Benfica tinha a missão de vir para a 2ª parte controlar mais o jogo, ter mais posse de bola, ditar os acontecimentos do jogo, mas teve algumas dificuldades para fazê-lo. De ambas as partes, houve muito mais contacto físico, com jogadores de ambos os lados a quererem mais arrancar faltas e fazerem com que os adversários levassem amarelo.

Algumas entradas roçaram a estupidez e poderia ter havido cartões mais amarelos e mesmo vermelhos, mas o árbitro não entendeu da mesma forma e alguns jogadores exaltarem-se um pouco em demasia.

Oscar ‘Tacuara’ Cardozo teve a melhor oportunidade da 2ª parte para marcar e, possivelmente, dar a vitória ao Benfica. Isolado, só com o guarda-redes portista pela frente, rematou em arco de pé esquerdo, mas a bola parce ser defendida pelo guardião, com a ponta das luvas, e acaba por bater no poste da baliza e sair para canto. Perdida clamorosa, que certamente iria acalmar muito os nervos dos jogadores e adeptos benfiquistas. Os céus não quiseram que assim fosse.

Final

O jogo acabou com um empate a 2 bolas e com um Vítor Pereira a reclamar da arbitragem, basicamente dizendo que o Sport Lisboa e Benfica foi beneficiado e os portistas roubados. Bom, a velhice parece ter chegado à vida do treinador portista, pois começa a mostrar casos de falha de memória, ou memória selectiva.

O seu último jogo ficou manchado com a atribuição de um penalty extremamente duvidoso que favoreceu a sua equipa. Aí não reclamou do árbitro, aí não houve lugar a birras de criança. O que eu quero é que a Liga de Futebol também tenha mão firme e pesada e sancione o “senhor” Pereira. Não é necessário ele dizer que o árbitro ajudou o Benfica; para bom entendedor meia palavra basta.

O que é certo é que o Sport Lisboa e Benfica continua na frente. Temos muitos mais jogos pela frente, muitas mais finais para vencer e há que continuar a acreditar que o Benfica pode chegar ao fim da época como campeão e mais troféus. Eu acredito até ao fim.

Força Benfica! Onda Positiva!